Fotos: Marcos Ramon/Secom

Durante coletiva de imprensa online realizada na manhã desta segunda-feira (23), o governador Gladson Cameli pediu apoio da população para que não saiam de casa. A medida visa conter a proliferação do coronavírus (Covid-19) no Acre.

“Nós temos que fazer um pacto pela vida. Nesse pacto pela vida, o que tem que ser feito? É cada um ficar em casa. É cada um fazer sua parte”, disse o governador.

O estado tinha, até o último domingo (22), 11 casos confirmados de Covid-19. O governador disse durante coletiva que o Acre tem novos casos confirmados da doença, mas não comentou números. Dois novos infectados são o deputado Daniel Zen e o presidente do PT-AC, Cesário Braga. Um boletim será divulgado nas próximas horas.

Cameli falou também que o estado não está esperando a situação piorar para proteger os acreanos, mas afirmou, outra vez, que a população deve colaborar e ficar em casa, e se for preciso, determinará que “a polícia faça o que tiver que fazer para restabelecer a ordem”.

Sobre a economia local, o governador anunciou que vai tomar medidas de incentivo direcionadas à classe empresarial para recuperar o setor que está sendo prejudicado pela paralisação causada pelo coronavírus.

“Vamos fazer um replanejamento para reativar o setor econômico. Estamos muito preocupados, mas, ao mesmo tempo, estamos em sintonia com a parte econômica do estado e do governo federal”, declarou.

O secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade, complementou a fala de Cameli comentando a criação de um comitê de infraestrutura e de obras públicas, com a finalidade de acelerar a contratação das obras custeadas por convênios e operações de créditos. “Esse comitê vai finalizar os projetos que estão em andamento e licitá-los”.

Sobre a situação da Saúde estadual, o governador afirmou que está muito preocupado com o que possa vir pela frente e que já adotou várias medidas para combater o vírus.

“Tomei todas as medidas de tudo o que vier, e se precisar do financeiro do Tesouro estadual para que a Secretaria de Saúde possa comprar equipamentos e medicamentos, nós vamos fazer”, afirmou.

Durante a coletiva, o secretário de Saúde, Alysson Bestene, comentou a situação atual e disse que o estado tem 49 leitos em Rio Branco e 10 no interior disponíveis para atender pacientes com coronavírus.

Ainda segundo o secretário, há mais 10 leitos no pronto-socorro de Rio Branco e outros 10 serão providenciados pelo Ministério da Saúde. O governo também busca mais 10 leitos para Cruzeiro do Sul.

O governador finalizou a coletiva pedindo novamente que a população acreana fique em casa. “Não podemos brincar com uma situação dessas. Como governador do Acre, quero pedir apoio da população do estado, para que possamos de uma vez por todas virar essa página.”