O colono Aldevir do Nascimento Rosas, de 42 anos, foi morto com um tiro na cabeça, na noite desse domingo (15), na comunidade São Paulo II, zona rural de Mâncio Lima, no interior do Acre.

Segundo informações da polícia, um homem teria pedido a espingarda de Aldevir emprestada para uma caçada. Quando o homem iria devolver a arma para Aldevir, a espingarda acabou disparando e acertou a cabeça da vítima, provocando morte instantânea.

O delegado Obtâneo dos Santos, que cuida do caso, disse que além do tiro, a vítima possui um hematoma na testa, o que leve a crer que, possivelmente, houve luta corporal entre a vítima e o autor. A autoridade policial aguardará o laudo cadavérico para confirmar se foi uma execução ou tiro acidental, e assim, indiciar o acusado.

O acusado, que tem 41 anos, foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil. o corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Cruzeiro do Sul, para os exames cadavéricos.