A Bolívia confirmou na noite desta quarta-feira, 11, o terceiro caso de coronavírus no país. Trata-se de um homem entre 23 e 29 anos. O caso foi registrado em Santa Cruz, onde vários brasileiros estudam medicina.

“Ele [paciente] tinha feito uma viagem de Miami para Madrid, depois retornou para Miami e chegou a Santa Cruz no domingo. Hoje ele apresentou febre no hospital, o exame foi realizado e deu positivo”, disse o secretário de Saúde de Santa Cruz, Oscar Urenda.

O exame do paciente foi analisado pelo Centro de Doenças Tropicais (Cenetrop), o mesmo laboratório que confirmou os dois primeiros casos de Covid-19 na Bolívia. Ainda segundo o secretário, esse terceiro paciente está isolado em casa e em boas condições físicas.

O ministro da Saúde, Aníbal Cruz, informou na terça-feira, 10, os dois primeiros casos de coronavírus. Eram duas mulheres, de 60 e 64 anos, em Oruro e San Carlos de Ichilo (Santa Cruz), respectivamente, que chegaram ao país da Itália sem apresentar sintomas.

Durante esta quarta-feita, após uma reunião entre governadores e prefeitos em La Paz, o governo decidiu declarar emergência nacional diante do aparecimento do coronavírus na Bolívia.

“O governo está declarando uma emergência nacional. Isso permitirá otimizar os fundos necessários para conter o vírus e, simultaneamente, atender a qualquer contingência que possa surgir”, disse o ministro da Presidência, Yerko Nuñez, em entrevista coletiva.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu já caracterizar a disseminação do Covid-19 como uma pandemia, considerando que afetou mais de 118.000 pessoas em 114 países, com mais de 4,2 mil mortes, de acordo com os dados mais recentes.