Foto: Alerta Acre

O estado do Acre registrou 23 homicídios no mês de fevereiro deste ano. Em comparação ao mesmo período no ano passado, quando foram registradas 27 mortes violentas, houve redução de 14,81%.

A queda no número de homicídios ocorre após o estado ter um dos meses mais violentos dos últimos 2 anos. Foram 47 mortes violentas registradas em janeiro de 2020. Dentre estes casos, 39 ocorreram em Rio Branco.

Ao todo, o estado já registrou 70 homicídios nesses dois meses. A média é de 1,16 mortes por dia. Os números assustam a população em comparação aos dois primeiros meses de 2019, quando foram registrados 54 homicídios. O aumento é de 29,63%.

O Alerta Acre apurou que, entre as 23 mortes violentas de fevereiro deste ano, menos de 10 homicídios foram motivados pela guerra entre facções. A maioria dos casos tiveram como motivação discussões pessoais entre autor e vítima, confrontos com a polícia, entre outros.

Ainda de acordo com dados do segundo mês de 2020, foram registradas 19 mortes violentas na capital e apenas 4 no interior do Acre. Os números quase se repetem em relação ao sexo das vítimas: 20 homens e 3 mulheres.

Casos e investigações

A morte da chilena Karina Constanza Bobadilla Chat, do tenente Amarildo Carneiro da Costa e da adolescente Larissa Aurélia da Costa Silva foram alguns dos casos mais chocantes de fevereiro.

Nos casos de Karina e Larissa, a polícia conseguiu prender os acusados. A Polícia Civil ainda apontou dois homens como os assassinos do tenente Amarildo, porém, a dupla negou a participação no crime, se apresentou na delegacia com advogados para provar inocência e foram liberados.

De acordo com o levantamento feito pelo Alerta Acre, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável por investigar as mortes violentas na capital, conseguiu prender suspeitos de, aproximadamente, 13 casos deste ano.

A DHPP segue investigando os demais crimes para chegar aos autores e identificar a motivação das mortes. Atualmente, a especializada tem elucidado, também, vários casos de anos anteriores.

Vítimas

Uma lista mostra quem foram as 23 vítimas de homicídio em fevereiro. Clicando AQUI você confere a matéria completa de alguns casos.