Após uma investigação minuciosa, os agentes da Polícia Civil do Acre, por meio da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), conseguiram identificar e prender, na manhã desta quinta-feira (20), um homem envolvido na morte do jovem Eduardo da Silva Lima, em Rio Branco.

Segundo a polícia, a vítima estava nas proximidades de sua residência quando foi executada pelo suposto amigo, no dia 16 de dezembro de 2016, no Bairro Novo Horizonte.

As investigações revelaram que Eduardo teria discutido com o autor no dia do crime, que de posse de uma escopeta, atirou no abdômen de Eduardo, que morreu ainda no local. O suspeito fugiu para outro município com o intuito de prejudicar a sua identificação.

A investigação foi realizada pela DHPP, que conseguiu reunir elementos suficientes de autoria e materialidade do crime, na qual a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva do investigado, que encontrava-se foragido desde 2016.

Em parceria com a Polícia Civil do Amazonas Boca do Acre, os investigadores da DHPP com apoio da CORE, cumpriram o mandado de prisão do indiciado naquele município. Ele estava escondido na casa de parentes, acreditando que seu crime ficaria impune.

Após a sua prisão, o acusado foi transferido para o presídio Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco, onde responderá pelo crime de homicídio qualificado.