Por Agência EFE

O governo do Peru anunciou na segunda-feira (27) que detectou quatro possíveis casos de coronavírus no país, sendo que três dos suspeitos de estarem com a doença vieram da cidade de Wuhan, na China, origem da epidemia que assusta o mundo.

A ministra de Saúde do Peru, Elizabeth Hinostroza, informou que as quatro pessoas estão em observação em um setor isolado do Hospital Casimiro Ulloa, que fica em Lima, capital do país.

“Elas apresentaram uma infecção respiratória leve. Temos que destacar que não apresentam um caso clínico de infecção grave, como está ocorrendo nos casos de coronavírus”, afirmou a ministra.

O governo do Peru havia informado na semana passada que estava pronto para diagnosticar casos de coronavírus. Os sintomas da doença, batizada provisoriamente pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2019-nCoV, são parecidos com os de uma gripe, mas acompanhados de febre, cansaço, tosse seca e dificuldade para respirar.

Coronavírus pelo mundo

No total, 106 pessoas morreram e mais de 2 mil foram infectadas pelo vírus na China. Fora do país, já são 47 casos confirmados: Tailândia (8); Estados Unidos, Austrália e Taiwan (5); Japão, Malásia, Singapura e Coreia do Sul (4); França (3); Vietnã (2); Camboja, Canadá e Nepal (1).

Na América do Sul, há uma suspeita de infecção no Equador, de um cidadão chinês, de 49 anos. O Brasil descartou seis possíveis casos, o último deles nesta segunda-feira.