Jovens estavam desaparecidos após saírem juntos para uma festa (Foto: Arquivo Pessoal)

O crime chocou a população de Sena Madureira, no interior do Acre. Mas, em menos de um mês, a polícia concluiu o inquérito que apurou a morte de Amanda Paiva Cavalcante, de 14 anos, e Thauan Araújo de Oliveira, de 16.

Ao todo, seis homens foram presos e quatro garotas menores de idade apreendidas. De acordo com a polícia, a quarta menor infratora, de 16 anos, foi apreendida nesta segunda-feira, 27, após voltar da zona rural.

Segundo a polícia, os homens foram indiciados e serão levados a júri popular. Já as menores vão responder por ato infracional, e poderão ser condenadas a três anos de internação, ou podem ficar internadas até os 21 anos.

As investigações do caso foram coordenadas pelo delegado Marcos Frank, com apoio do 8º Batalhão da Polícia Militar e dos agentes da Polícia Civil do município.

O caso

Amanda e Thauan foram encontrados mortos no dia 26 de dezembro do ano passado, em uma área de mata no segundo distrito de Sena Madureira. Os adolescentes foram amarrados, torturados e esquartejados, e tiveram os corpos enterrados numa cova.

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu por conta de uma suspeita de que os jovens seriam membros da facção Comando Vermelho. Os criminosos analisaram os celulares das vítimas e, após visualizarem conteúdos “desagradáveis”, condenaram Amanda e Thauan à morte.

O velório das vítimas ocorreu no dia 28 de dezembro, em horários e locais diferentes, por conta do estado dos corpos, e comoveu os moradores do município, familiares e amigos dos adolescentes.