Um empresário, de 51 anos, foi sequestrado e torturado na tarde de segunda-feira (13), em Rio Branco. Um ex-presidiário que foi morto na tarde desta terça-feira (14) ajudou os assaltantes a manter o homem em cativeiro.

A vítima contou que estava voltando para casa, quando parou no bairro Cidade Nova para conversar com um amigo, mas ao descer de uma caminhonete modelo Hilux, de cor prata, dois homens armados e uma mulher se aproximaram e anunciaram o assalto. Os criminosos colocaram a vítima no banco de trás e a mulher assumiu a direção do carro.

O homem relata que foi levado até uma casa no Conjunto Habitacional Cidade do Povo, onde seria, supostamente, a residência da mulher que conduziu o carro. No local, o empresário foi amarrado e torturado durante 5 horas.

A polícia recebeu informações anônimas e conseguiu chegar até o cativeiro, e libertou a vítima. Os três assaltantes foram presos durante a ação. O carro do homem foi achado pela Polícia Militar abandonado na tarde desta terça (14), em um ramal do Bairro Belo Jardim.

Na Delegacia de Flagrantes (Defla), o empresário pegou o carro de volta e contou que o ex-presidiário Antônio José Bernardo, de 29 anos, estava auxiliando os outros assaltantes no cativeiro. Bernardo foi morto com um tiro nas costas, na tarde desta terça-feira, na Cidade do Povo.

Antônio José Bernardo foi executado na tarde desta terça (Foto: Divulgação)

O Boletim de Ocorrência foi registrado na Defla e o caso será investigado pela Delegacia de Investigação Criminal (DIC).