O Conselho do Sistema Integrado de Segurança Pública (CONSISP) decidiu na manhã desta terça-feira, 7, sobre a implantação da Base Integrada de Segurança Pública (BISP) que funcionará agregada à delegacia da 2ª Regional, no conjunto habitacional Cidade do Povo, em Rio Branco.

Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o novo modelo de policiamento comunitário contará com equipes de policiais militares e civis trabalhando em ações conjuntas, sejam repreensivas, ostensivas ou preventivas.

Ainda de acordo com a Sejusp, a BISP I será instalada na Cidade do Povo no dia 3 de fevereiro e é um projeto piloto que será levado a outras regiões de Rio Branco, com a possibilidade de implantação em outros municípios.

O secretário Paulo Cézar Rocha dos Santos disse que a BISP vai trazer agilidade nas ações na localidade e arredores, e servirá como uma referência para quem buscar apoio. 

“Temos um mapeamento de todas as zonas quentes, como chamamos as áreas de maior incidência de crimes em Rio Branco, e são essas zonas em que estamos dispersando uma maior atenção. A BISP é mais uma ferramenta nas ações integradas de combate à criminalidade”, enfatizou o secretário.

Paulo Cézar esclareceu ainda que a BISP reforçará os trabalhos realizados na delegacia da 2ª Regional atuando com ações repreensivas, ostensivas, preventiva e também como Polícia Comunitária.

“Primeiro temos que deixar bem claro que a 2ª Regional continuará existindo, a BISP será integrada a estrutura da delegacia. Essa unidade estará atuando mais próxima da comunidade, mas também estará realizando ações de ordem repreensiva e ostensiva”, esclareceu Paulo Cézar.