Eduardo da Silva Mota, de 29 anos, foi executado com nove tiros, na noite deste sábado (21), no Loteamento Adauto Frota, que fica próximo ao Aeroporto Internacional Plácido de Castro, na zona rural de Rio Branco.

De acordo com informações do pai da vítima, Eduardo estava em casa com a família se preparando para dormir, quando dois homens chegaram no local e o cachorro começou a latir. Silva saiu para ver o que estava acontecendo, mas os criminosos efetuaram cerca de 9 tiros contra ele.

O homem foi atingido por todos os disparos e caiu na área da residência. Ele morreu antes de ser socorrido. Após a ação, os bandidos fugiram do local e não foram encontrados até o momento.

Os familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que esteve no local, mas só constatou a morte de Eduardo. A área foi isolada por policiais militares do 1° Batalhão.

Após os trabalhos da perícia, os agentes do Instituto Médico Legal (IML) recolheram o corpo e levaram para a sede, para realização dos exames cadavérico.

Esse crime é mais um capítulo da guerra entre facções na capital. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciou as investigações do caso.