Firmino comemora, sem camisa, o gol que deu ao Liverpool o título do Mundial de Clubes (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)

Na final, disputada neste sábado (21), no estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar, os ingleses venceram por 1 a 0. O gol, marcado pelo brasileiro Roberto Firmino, saiu apenas aos oito minutos do primeiro tempo da prorrogação.

Esse é o primeiro título mundial da equipe inglesa. Em 1981, perdeu sua primeira chance ao perder para o Flamengo de Zico. Três anos depois, em 1984, derrota para o Independiente, da Argentina. O Liverpool voltou a disputar o Mundial apenas em 2005, quando foi derrotado pelo São Paulo de Rogério Ceni.

Firmino precisou de três oportunidades para enfim marcar seu gol. Logo no início do jogo, com dois minutos, o atacante recebeu lançamento na área e de frente para Diego Alves, mandou para fora. No início do segundo tempo, acertou a trave após driblar Rodrigo Caio dentro da área. Por fim, na terceira vez, na prorrogação, Firmino finalizou sem erros.

O técnico flamenguista, o português Jorge Jesus, falou após a partida e apontou o desgaste dos jogadores, principalmente na prorrogação. Apesar do revés, se mostrou feliz com o trabalho realizado em 2019. “Não há nada a dizer, tenho orgulho de ser treinador destes jogadores, tenho orgulho de poder ter construído essa equipe”, desabafou em declaração ao SporTV.

*com informações da Gazeta do Povo