Adair José Alves Silva, 31 anos, procurou a polícia na noite nesta quinta-feira (5) e confessou ter matado a própria esposa, Maria Eliete da Silva dos Santos, de 27 anos. A mulher foi morta a golpes de terçado na tarde da última terça-feira (3), no Bairro Guarani, no município de Mâncio Lima, no interior do Acre.

Segundo informações da Polícia Civil, as equipes de investigadores já tentavam capturar Adair na zona rural do município, quando ele de forma espontânea resolveu se entregar na delegacia com a presença de um advogado.

Ainda segundo a polícia, o homem não foi preso antes porque estava se movimentando, ou seja, estava sempre na casa de amigos ou parentes, e assim dificultou sua prisão.

A polícia também informou que durante o interrogatório o homem se manteve calado diante das perguntas feitas pela autoridade policial, inclusive não falou sobre a motivação do crime. Após ser ouvido, o homem foi encaminhado para o Presídio Estadual de Cruzeiro do Sul.

O delegado José Obetânio disse que o mais impressionante no caso foi que a filha mais velha do casal presenciou a morte da mãe. “Ele [Adair] não poupou os filhos. Ele não falou sobre o motivo do crime, mas responderá pelo crime de feminicídio”.