A Polícia Civil do Acre apresentou, na manhã desta quinta-feira (28), na Divisão de Investigações Criminais (DIC), a apreensão de mais de 30 quilos de skank, cocaína e uma arma de fogo. Três pessoas também foram presas.

Segundo o delegado Pedro Resende, após a polícia receber uma denúncia anônima de que membros da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) comprariam uma grande quantidade de skank para revender em Rio Branco, os investigadores da DIC começaram a investigar e tentar identificar essas pessoas que estariam executando o plano.

Após as investigações, foram presos em uma casa na Baixada da Sobral, na capital, Raimundo, Vanessa e Eliane, e na mesma ação também foram apreendidos 35 kg de skank (maconha modificada), 800 gramas de cocaína pura e um revólver calibre 38. Ainda segundo Resende, as drogas são de origem peruana. A quantidade da skank é considerada a maior já apreendida pela polícia acreana.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao trio, que foi encaminhado à delegacia para serem indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e participação em organizações criminosas. O inquérito será enviado ao Poder Judiciário e os acusados ficaram presos até o julgamento.

(Foto: Divulgação)