O jovem Natalino Gonçalves da Silva Apurinã, 19 anos, foi preso na tarde desta terça-feira (19), por agentes da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (Dcore). Segundo a polícia, ele é acusado atirar contra o professor de artes marciais Márcio Urzedo de Souza, de 36 anos, no dia 11 deste mês, em Rio Branco.

O delegado da DCORE, Leonardo Santa Bárbara, apresentou Natalino na manhã desta quarta-feira (20) na Delegacia Especializada de Investigações Criminais (DEIC), no bairro Cadeia Velha, onde o homem está preso pelos crimes de tráfico de drogas e tentativa de latrocínio.

Segundo a polícia, no momento da prisão, Natalino estava em uma pensão no camelódromo, com maconha, crack, cocaína e uma quantia de R$ 107 oriundo das vendas dos entorpecentes em seu bolso.

No mesmo momento os policiais também constataram que o rapaz seria o criminoso que efetuou um disparo na cabeça do professor Márcio Urzedo, após a vítima e o Natalino entrarem em uma luta corporal durante um assalto na Rua Marechal Deodoro, no centro da capital. A vítima foi socorrida e levada ao pronto-socorro de Rio Branco.

A polícia ainda segue investigando o caso até chegar ao outro comparsa que ajudou Apurinã no dia do assalto.