O motorista de aplicativo José Francisco Gomes Barroso, 26 anos, foi brutalmente espancado por cerca de 15 taxistas na Rodoviária Internacional de Rio Branco, na manhã desta sexta-feira (23).

Segundo informações da polícia, a vítima teve uma lesão corporal de natureza leve quando tinha ido buscar um passageiro na Rodoviária. A guarnição conseguiu identificar dois agressores, sendo Railton Macedo Pessoa, 32 anos e Ranieri Fernandes Nogueira Santos, 42 anos.

A vítima recebeu socos e chutes, na região da boca e face, sendo preciso ser levado ao Instituto Médico Legal para realizar “exames de corpo de delito”.

O presidente da Associação de Motoristas de Aplicativo, Rodrigo Vale, disse que ainda não vai revidar as injustas agressões e vai buscar na justiça a reparação do crime praticado contra o motorista e a categoria. “A fama dos taxistas da Rodoviária já é bem conhecida, de serem gaiatos e violentos”.

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Rio Branco, Esperidião, falou que não tinha o conhecimento total dos fatos, mas salientou que a culpa é da justiça que os grupos de trabalhadores estão se digladiando e a justiça continua “cega, parada e de braços cruzadas”, e ainda alertou que “isso é só o começo, que confusões maiores ainda vão vir”.

As duas categorias estiveram de frente da Delegacia de Flagrantes (Defla) e os motoristas de aplicativos fecharam a Avenida Ceará por alguns minutos ainda na manhã desta sexta-feira, em sinal de protesto pelas violências que vem sofrendo nos últimos meses.

O caso foi registrado na Defla. Os delegados ouviram os envolvidos e o inquérito será enviado ao Poder Judiciário para o julgamento dos possíveis crimes.