Após duas semanas sangrentas, com diversas execuções e tentativas de homicídio na Baixada da Sobral, em Rio Branco, a Polícia Militar fez um balanço das ações realizadas para coibir o crime organizado e garantir a segurança da população.

O secretário de Segurança Pública do Acre, Paulo Cézar, havia dito que as ações dos agentes nas semanas anteriores haviam falhado, por conta do tamanho da Baixada, mas, em entrevista ao Alerta Acre, ele garantiu que reforços seriam enviados à polícia na região.

A major Elizangela, que responde como comandante oficial do 3° Batalhão da Polícia Militar (Os Guardiões da Baixada), no período do dia, mostrou que as ações realizadas na região tiveram um resultado positivo nos últimos cinco dias. O êxito veio após a mudança na estratégia de combate ao crime organizado na região e a chegada dos reforços.

Segundo os dados, nesta semana, aconteceu somente uma tentativa de homicídio, na quarta-feira (31) contra um adolescente. Na quinta-feira (1°), um roubo de motocicleta foi registrado, sendo que neste último ocorrido o criminoso foi preso em flagrante com a moto roubada.

Nos últimos 15 dias, durante a guerra entre facções na Baixada, foram executados: Loamy Leite da Silva, de 18 anos, Vandeilson da Silva Dantas, 32, Nadilson Junior de Souza, 19, Francisco de Oliveira Ponciano, 20, Antônio José de Souza, 43 e Pedro Lucas dos Santos Menezes, 15. Ainda tiveram 12 tentativas de homicídio.

Atualmente a região está sendo patrulhada pela ROTAM, BOPE, Pelotão Ambiental e os policiais lotados no 3° Batalhão da Polícia Militar.