Os servidores da empresa Pit Stop voltaram a denunciar que estão tendo problemas com atrasos de seus pagamentos. Os funcionários que relataram o caso trabalham nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), e outros hospitais públicos em Rio Branco.

Uma funcionária informou ao Alerta Acre que a empresa teria dito que os salários do mês de junho não foram pagos por conta de alguns problemas, e que a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) não teria repassado o dinheiro.

A mesma situação aconteceu no mês passado, quando os servidores encaminharam uma denúncia ao Alerta Acre informando que os salários de maio estavam atrasados, mas foram pagos em menos de uma semana após a publicação da reportagem.

A funcionária terceirizada confirmou que o pagamento de maio foi realizado no dia 20 de junho, mas o salário de junho não caiu no mês correspondente, e há a possibilidade da empresa não pagar o de julho também.

Segundo a denunciante, os servidores passam por necessidades e têm medo de serem demitidos por comentar sobre o caso. Muitos dos funcionários dizem que já estão com ordem de despejo de suas casas, por falta de pagamento do aluguel.

O Alerta Acre tentou entrar em contato com a empresa, mas não obteve nenhum retorno até a publicação desta reportagem.