Resgate e preservação. É com essa intenção que o governo do Estado do Acre doou cerca de 300 metros cúbicos de madeira para a revitalização do Parque de Exposições Wildy Viana, em Rio Branco. A madeira é fruto de apreensões ambientais que, após análises feitas pelo órgão, por determinação legal são redirecionadas à doação.

A madeira foi doada para a Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo que, por meio do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), economizou aproximadamente R$ 400 mil, que seriam destinados para a compra do material.

A madeira, em sua grande maioria, ainda estava nos locais de apreensão, o que levou o Imac a realizar uma operação para retirada. Com caminhão e pá carregadeira, duas equipes da instituição trabalharam por dez dias para garantir a utilização do produto e a reforma do Parque de Exposições.

O espaço estava abandonado e a estrutura deteriorada, comprometendo a segurança do público.

“Isso vai beneficiar não só o espaço, mas a população em geral que vai estar no evento. O parque vai poder recebê-los de forma adequada, com espaço revitalizado”, destacou o presidente do Imac, André Hassem.

Além da reforma do palco, da arena de rodeio e das arquibancadas, novos espaços estão sendo construídos como o Agroflorestal, que receberá as atividades de uso sustentável promovidas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), e servirão de atração para o público durante os nove dias do evento.