Foto: Divulgação/Polícia

Na manhã desta terça-feira, 12, a Polícia Civil apresentou a imprensa, na sede da Divisão de Investigações Criminais (DIC), Francisco Camilo de Oliveira, 36 anos, mais conhecido como “Nego do Nildo”, preso durante uma abordagem de rotina da Polícia Militar. Contra “Nego do Nildo” pesam acusações de tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas, integrar organização criminosa e ainda, crime de homicídio, como mandante.

Segundo o delegado Karlesso Nespoli, responsável pela investigação, que durou cerca de um ano, o acusado mantinha conexão com criminosos da Bolívia e Peru para fins de tráfico de drogas e outros ilícitos na região de fronteira.

“Essa prisão é fruto de uma investigação que durou cerca de um ano até que conseguíssemos elementos suficientes para provar o envolvimento do ‘Nego do Nildo’ nesses crimes, agora esperamos que ele fique preso por um bom tempo”, disse Nespoli.

O diretor geral da Polícia Civil, José Henrique Maciel Ferreira destacou a importância da prisão de Nego do Nildo e enfatizou a integração das forças de segurança no combate a criminalidade em todo o estado.

“Hoje apresentamos mais um líder de facção criminosa preso por nossas forças policiais. Mais um indivíduo de alta periculosidade que está sendo tirado de circulação. Esse é o resultado das ações conjuntas das forças de segurança no Estado”, enfatizou Henrique Maciel.

Ainda de acordo com Karlesso Nespoli, Nego do Nildo já responde a uma condenação por crime de sequestro.

Ascom PC