Os moradores da região da Sapolândia, no Hélio Melo, em Rio Branco, disseram que uma facção rival a do bairro impôs uma regra de que eles estão proibidos de circular pelo Mocinha Magalhães.

Além da proibição de circulação, os criminosos também estão impedindo que os jovens que moram na Sapolândia estudem em instituições de ensino no Mocinha Magalhães.

Uma moradora, que pediu para não ser identificada, relatou que, para poder levar seu filho à escola, está precisando passar pela BR 364, UFAC e entrar no Parque do Tucumã, fazendo um trajeto mais demorado para chegar na instituição.

A Polícia Militar já chegou a intervir na Sapolândia na última semana, mas não está fazendo mais o policiamento da área, e deixou a comunidade abandonada.