Na política de Tarauacá tudo pode acontecer. Um projeto de lei inusitado foi enviado à Câmara de Vereadores pelo prefeito em exercício, Chico Batista. Na ausência da prefeita Marilete Vitorino (PSD), que cumpre agenda fora do município, Batista decidiu criar o 13º Salário para os cargos de prefeito, vice-prefeito e para os vereadores.

A matéria deu entrada na Câmara de Tarauacá na tarde de terça-feira, 25. De acordo com o texto do Executivo, o pagamento do 13º Salário poderá ser feito em duas parcelas. A primeira paga até o dia 30 de junho e a segunda até o dia 20 de dezembro.

As regras impostas na lei a ser apreciada pelos vereadores são semelhantes às aplicadas aos trabalhadores. Em caso de desistência do cargo, será pago o valor proporcional aos meses trabalhados.

A proposta que visa beneficiar todos, se aprovada, garante mais um salário extra a Chico Batista de R$ 9 mil. Marilete Vitorino fará jus a R$ 14 mil e cada vereador terá um salário de R$ 7 mil.

O projeto impacta diretamente nos cofres públicos. Só com vereadores, o gasto com mais um salário extra corresponde a R$ 56 mil. Somados ao salário da prefeita e do vice-prefeito, os gastos ficam em R$ 79 mil.

Fonte: Notícias da Hora