A prefeitura de Rio Branco está proibida de multar e apreender carros de motoristas do aplicativo Uber. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), neste domingo (16).

A juíza Luana Campos disse que a liminar garante ao exercício do trabalho diário de pessoas que usam o recurso para sustentar suas famílias. Além disso, foi decidido que, se a prefeitura descumprir a decisão, irá pagar R$ 250 de multa diária.