Das 18 vítimas da explosão de uma embarcação em Cruzeiro do Sul, três não resistiram aos ferimentos e morreram enquanto estavam internadas.

A primeira vítima a morrer foi Simone Souza Rocha, de 24 anos. Ela teve de 80% a 90% do corpo queimado. Rocha teve uma parada cardiorrespiratória no dia 9 de junho, no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul.

A segunda vítima foi Marluce Silva dos Santos, de 38 anos. Ela estava internada em estado gravíssimo no Hospital do Juruá, e morreu na noite de terça-feira (11).

A terceira vítima do acidente morreu neste sábado (15). Um homem identificado como Antônio José de Oliveira, de 33 anos, foi um dos transferidos para Belo Horizonte, e estava internado no Hospital João XXIII.

Oliveira estava internado em estado gravíssimo, mas não resistiu e morreu. O corpo do homem voltará ao Acre e será preparado para o enterro.

Acidente em CZS

Uma embarcação que transportava pessoas e combustível para os municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, explodiu enquanto abastecia nas margens do Rio Juruá. A embarcação acabou explodindo e deixou 18 pessoas feridas.

Algumas das vítimas foram transferidas para Belo Horizonte (MG) e estão internadas no Hospital João XXIII. O hospital havia acionado o Plano de Catástrofe para acolher o máximo de pacientes da tragédia, que mobilizou outros dois Centros de Tratamento de Queimados pelo país.

O transporte das vítimas foi realizado por meio de aeronaves adaptadas, sem pressurização, estrutura providenciada pelas Forças Armadas.