Após uma longa votação que durou mais de cinco horas, seis juízes do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), julgaram no início da tarde desta segunda-feira (10), dois processos envolvendo os deputados Manuel Marcos e Juliana Rodrigues (PRB), além de mais cinco envolvidos.

Os magistrados, decidiram pela cassação dos mandato dos parlamentares e, anulação dos votos válidos. Votaram os juízes: Marcelo Badaró, a relatora Olivia Ribeiro, Armando Dantas, Marcos Mota, Elcio Sabo Mendes e Herley Brasil.

De acordo com a relatora, a juíza Olivia Ribeiro, os deputados devem ser cassados e condenados. “De tudo que foi exposto, voto para condenar Juliana Rodrigues e Manoel Marcos e, todos os demais envolvidos pelas práticas dos fatos narrados, como abuso de poder econômico e gastos públicos. Decido pela condenação e cassação”, diz Oliveira.

A relatora acrescentou como punição, a inelegibilidade por oito anos dos parlamentares, além de multa de R$ 50 mil para cada um dos envolvidos e devolução aos cofres públicos de mais de R$ 1 milhão.

A decisão da magistrada visa anular os votos nominais dos referidos acusados. A juíza também pediu para que sejam retirados os diplomas dos deputados. No entanto, eles não não foram afastados e poderão exercendo o mandato.

Os processos eram de autoria do Ministério Público Eleitoral (MPE) e de Tião Bocalom (PSL), pelos crimes de abuso de poder político e econômico, além de utilização indevida de recursos públicos durante as eleições 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here