O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), afirmou que não é uma tarefa fácil reduzir o valor do ICMS acima do combustível cobrado dos motoristas acreanos.

Durante entrevista a um programa de rádio de Cruzeiro do Sul, Cameli disse que já foi procurado por um promotor do Ministério Público do Estado para conversar sobre quis formas o Estado poderia ajudar na redução do combustível.

“Já fui procurado por um promotor que me procurou para conversar sobre esse assunto, mas informei que não depende só do Acre para baixar o ICMS. É praticamente impossível reduzir o ICMS do combustível nesse momento. Depende dos 27 estados da União concordarem com a medida”, disse o governador.

Cameli ainda afirmou que já conversou com sua equipe de governo e foi encaminhado uma proposta do Executivo para que o Estado baixe em %2 os ICMS do combustível e energia, mas que ainda está sendo analisado pela sua equipe econômica.

“Eu já conversei com minha equipe e sugeri que o ICMS da energia e gasolina baixe 2%, mas ainda estou aguardado resposta”, concluiu o governador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here