O governador Gladson Cameli determinou na tarde desta segunda-feira (20) que o policial militar Alan Martins seja exonerado do cargo. O agente causou um acidente que matou Silvinha Pereira da Silva, de 38 anos. O caso aconteceu na Estrada Dias Martins, em Rio Branco, no sábado (18).

O policial militar trafegava em alta velocidade quando bateu na motocicleta que estava Silvinha e o marido dela. Segundo a família, o casal tinha ido fazer compras para o aniversário de uma das filhas. A mulher teve a perna dilacerada e acabou morrendo no Pronto-Socorro, no domingo (19).

Silvinha morreu no domingo (19), no PS de Rio Branco. (Foto: Arquivo Pessoal)

A Polícia Militar havia dito nesta segunda (20) que Alan Martins não seria afastado de suas funções na corporação, até que o resultado da perícia do acidente fosse concluído. Alan vestia uma farda do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) no momento do acidente.

O governador do Acre soube do ocorrido e disse, ao deixar seu gabinete na tarde de hoje, que se solidariza com a família, e determinou que o gabinete militar afastasse Alan Martins da equipe que faz a segurança governamental.

Gladson ainda disse que policial militar tem por obrigação de andar dentro da lei. O governador lamentou o ocorrido e disse que dará todo o apoio à família de Silvinha. Gladson e o gabinete militar não comentaram sobre os detalhes do acidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here