Agentes penitenciários do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) impediram, na madrugada deste sábado, 4, a fuga de seis reeducandos do pavilhão A do Complexo Penitenciário de Rio Branco. Os presos tentaram fugir por meio de um buraco feito na cela 22 do referido pavilhão.

Por volta de 2h20, os seis presos tentaram empreender fuga através de um buraco feito embaixo de um dos dormitórios da cela 22, dando acesso ao espaço destinado ao banho de sol do pavilhão. Ao perceberem a ação, os agentes realizaram a contenção dos fugitivos.

A ação rápida, foi realizada pelos agentes penitenciário de plantão, com apoio do Grupo de Escoltas Penitenciárias (GEP) e do Grupo Penitenciário de Operações Especiais (Gpoe).

De acordo com a equipe do presídio, dos seis presos que tentaram fugir, quatro foram contidos já na parte externa dos muros do pavilhão e os outros dois foram impedidos quando ainda estavam dentro do solário.

São eles: Natan Lima da Silva, Anderson da Rocha Santos, Marlon Aguiar Araujo, Oceu Rocha Martins, Franrley Barreto Dalle e Weliton Rodrigues de Souza.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para a realização de exame de corpo de delito e posteriormente reconduzidos ao presídio e alocados na cela 35 do pavilhão A, onde aguardarão as medidas pertinentes ao caso.

O relatório de ocorrência do plantão informa que o reeducando Anderson da Rocha Santos sofreu um corte na altura do joelho ao passar pela concertina do muro do pavilhão e que, por esse motivo, foi encaminhado primeiramente ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Ainda durante os procedimentos de verificação de estrutura, uma revista foi realizada na cela de onde os presos empreenderam a fuga, onde foram encontradas três facas artesanais. Porém, nenhum dos presos assumiu a propriedade dos objetos.

Assessoria