O advogado e ativista Gabriel Santos, anunciou na noite desta sexta-feira (3) que entrou com uma ação popular na Justiça Federal para impedir o corte de 30% na verba da Universidade Federal do Acre (UFAC) e do Instituto Federal do Acre (IFAC).

O corte de recursos nas universidades públicas foi anunciado pelo novo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Segundo o presidente Jair Bolsonaro, a verba seria destinada para a educação básica.

A reitora da UFAC, Guida Aquino, disse nesta sexta, em coletiva de imprensa, que a universidade poderia perder R$ 15 milhões com o corte.

Diversos estudantes da UFAC ficaram preocupados, ainda mais com a possibilidade de que o segundo semestre de aulas não fosse por causa do corte.