O agricultor Valdemicio Soares de Souza, de 34 anos, foi morto na tarde desta quinta-feira (4) no Distrito de Vila Campinas, em Plácido de Castro, interior do Acre. O corpo de Souza foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em Rio Branco para depois ser liberado à família.

Souza trabalhava na chácara do sogro quando o suspeito teria chegado no local e atirado contra ele. A vítima ainda chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu.

“Era umas 3h quando a gente recebeu a notícia, quando chegamos lá [chácara] ele [vítima] já estava morto”, conta o sogro da vítima, Vanir da Silva.

A suspeita da família é que a motivação do crime tenha sido uma repreensão que Souza teria feito a um primo, que teria ficado chateado. “O primo foi repreendido porque estaria furtando mandioca da propriedade”, contou Silva.

Ainda de acordo com o sogro da vítima, essa é a principal suspeita, mas ele não soube informar se o suspeito teria feito algum tipo de ameaça a Souza.