Os servidores da Saúde suspenderam a greve após negociação com a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre). O movimento foi deflagrado na manhã desta terça-feira (2) e suspenso no início da tarde.

A categoria se reuniu em frente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), em Rio Branco, em protesto contra a terceirização, garantia de que servidores do Pró-Saúde não sejam demitidos, PCCR da categoria, regularização dos inativos e realização de concurso público.

O Sindicato do Servidores em Saúde do Acre (Sintesac) chegou a informar durante o movimento que mantiveram a greve deliberada desde o dia 15 de março, mas que a categoria ia discutir os pontos e decidir se mantinha a paralisação por tempo indeterminado.

Nota da Saúde

A Sesacre afirmou, por meio de nota, que sempre esteve aberta ao diálogo com os representantes da categoria. O órgão afirmou ainda que as reivindicações da classe foram ouvidas e discutidas. Ainda segundo a Saúde, alguns pontos já foram solucionados.

“Outros, por causa da complexidade, estão sendo discutidos, inclusive, com elaboração de um calendário para reuniões entre os sindicatos e a Sesacre para discutir as demandas individuais de cada categoria”, argumentou.

A nota não confirma se o governo desistiu da terceirização.

*com informações de G1 AC