O agente penitenciário Marcelo Souza da Rocha Alves morreu após ser ferido na cabeça por um tiro enquanto estava em plantão no pavilhão A do presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco.

Um colega do Marcelo escutou o barulho de um disparo vindo do pavilhão, e se dirigiu até o local para ver o que havia acontecido. O homem encontrou o agente caído e com um ferimento na cabeça.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas Marcelo não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser socorrido. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para realizar a perícia e remoção o corpo do local.

Marcelo Souza da Rocha Alves (Foto: Arquivo Pessoal)

Ainda de acordo com o colega do agente, Marcelo supostamente teria utilizado uma arma calibre 12, colocado uma munição letal e efetuado o disparo na própria cabeça.

O Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (Iapen/AC) informou que aguarda o resultado das análises periciais para confirmar se Marcelo cometeu suicídio ou se sofreu um acidente durante o manuseio da arma.