O presidente Jair Bolsonaro afirmou que está disposto a negociar alguns pontos da reforma da Previdência, entre eles baixar a idade mínima para aposentadoria das mulheres de 62 para 60 anos. É a primeira vez que o presidente fala na possibilidade de reduzir a idade mínima após entregar a proposta ao Congresso Nacional.

Bolsonaro também afirmou que pode fazer concessões no BPC (Benefício de Prestação Continuada), que é pago para idosos e deficientes de baixa renda, e na porcentagem da pensão por morte, que poderia passar de 60%para 70%.

“Eu acho que dá para cortar um pouco de gordura e chegar a um bom termo, o que não pode é continuar como está [o déficit na Previdência]”, disse.

As declarações foram feitas durante um café da manhã com jornalistas — além do UOL, participaram Alexandre Garcia e representantes dos seguintes veículos: Globo, Record, RedeTV!, Band, “O Estado de S.Paulo”, “Correio Braziliense” e “Valor Econômico”. Não foi permitido gravar o encontro.

Segundo assessores, foi um gesto de aproximação com a imprensa solicitado pelo próprio presidente. Durante a conversa, Bolsonaro falou sobre a importância da imprensa para o processo democrático.

UOL