O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito presidente da Câmara dos Deputados pela 3ª vez seguida.  Ele teve 334 votos e venceu o pleito em primeiro turno. A votação foi secreta, como prevê o Regimento Interno da Casa.

A articulação com partidos da direita, centro e esquerda garantiu ao deputado comandar os trabalhos na Câmara pelos próximos dois anos. Outros seis deputados concorreram à Presidência da Câmara. Veja quantos votos cada um teve:

  • Rodrigo Maia (DEM-RJ) – 334  votos
  • Fábio Ramalho (MDB-MG) – 66
  • Marcelo Freixo (PSOL-RJ) – 50
  • JHC (PSB-AL) – 30
  • Marcel Van Hattem (Novo-RS) – 23
  • Ricardo Barros (PP-PR) – 4
  • General Petterneli (PSL-SP) – 2
  • Votos em branco – 3

Em um discurso curto após a vitória, Maia, bastante emocionado, voltou a falar em modernizar os mecanismos internos da Casa. O presidente da Casa chorou ao falar do pai, César Maia, que foi deputado constituinte.

“Cada eleição foi uma emoção diferente da outra, mas em todas as três eu me emocionei muito porque fui criado nessa casa quando meu pai era deputado federal Constituinte”, declarou.

“A Câmara é a casa do povo, ela precisa de modernização na relação com a sociedade, instrumentos de trabalho, modernizar e simplificar as leis e fazer reforma de modo pactuado”, discursou Maia.

A sessão foi presidida pelo deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE). Isso porque ele é o mais velho entre os que têm mais mandatos. A regra também consta do regimento da Câmara.