O ex-prefeito de Acrelândia Tião Bocalom, que disputou as eleições de 2018 para deputado federal pelo PSL do presidente Jair Bolsonaro, tendo votação expressiva (mais de 21 mil votos), negou que esteja indo para a superintendência do Incra.

“O superintendente do Incra deverá ser o professor Wiliam Bitencourt, que além de ser da casa foi oposição ao PT ao longo dos últimos 20 anos, tem muita experiência no Incra, conhece tudo lá. O meu objetivo é assumir uma cadeira em Brasília”, afirmou agora há pouco.

Wiliam Bitencourt, a quem Bocalom se refere, é um funcionário de carreira do Incra, engenheiro agrimensor, professor universitário, conselheiro no CREA, com larga ficha de serviços prestados à oposição.

Quanto a cadeira que Bocalom quer em Brasília, ele se refere ao processo pelo qual está submetido o mandato do vereador Manuel Marcos, do PRB, que se elegeu com pouco mais de 7 mil votos e ainda foi acusado de comprar votos, chegando a ser preso.

Caso seja condenado, Manuel perde o mandato a coligação dele os votos. Nesse caso assumiria Tião Bocalom.

*com informações do Blog de Evandro Cordeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here