Cesare Battisti é preso na Bolívia

O ex-membro de um grupo terrorista comunista, Cesare Battisti, foi preso na noite deste sábado (12), em Santa Cruz, na Bolívia, país vizinho do estado do Acre. A informação foi divulgada pelo assessor especial da Presidência da República, Filipe Martins, no Twitter. O terrorista usava cabelo, barba e bigodes falsos, de acordo com a imprensa local.

Battisti estava foragido desde que o governo do ex-presidente Michel Temer decidiu extraditar o terrorista para a Itália. Os detalhes da prisão de Battisti ainda estão sendo mantidos em sigilo e foi confirmada pela Polícia Federal do Brasil à Coluna de Andreza Matias, do Estadão.

Quem é Cesare Battisti?

Cesare Battisti participou de um grupo de extrema-esquerda que cometeu atos ilegais e inúmeros assassinatos na Itália, durante o período conhecido como Anos de Chumbo. Em 2002, ele entrou no Brasil com documentos falsos para evitar uma possível extradição e foi preso no Rio de Janeiro em 18 de março de 2007, por policiais brasileiros e franceses. Posteriormente, o ministro da Justiça da época, Tarso Genro, concedeu a ele o status de refugiado político, em uma decisão polêmica que foi muito criticada na Itália, enquanto a imprensa brasileira e internacional ficou mais dividida.

Em 18 de novembro de 2009, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou ilegal o status de refugiado e permitiu a extradição, mas também declarou que a Constituição Brasileira confere ao presidente poderes pessoais para negar a extradição se ele assim decidir. Em 31 de dezembro de 2010, no último dia efetivo de Luiz Inácio Lula da Silva como presidente, a decisão de não permitir a extradição foi oficialmente anunciada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here