Após matéria divulgada e assinada pelo site agazeta.net, a direção do Partido Social Liberal (PSL) no Acre emitiu nota oficial repudiando a notícia de que eles querem o deputado Ney Amorim como Presidente da sigla no estado do Acre.

Segundo Pedro Valério, atual presidente estadual do partido, a notícia seria tendenciosa e não seria verídica. Confira a nota divulgada pelo partido:

Em nenhum momento houve qualquer contato oficial e nem extra-oficial com o Ilustre Deputado com vistas a seu ingresso no Partido e nem poderia, por se tratar de um político atuante na esquerda, candidato ao Senado derrotado pela sigla do PT e com a qual o PSL possui frontal divergência.

As alianças do PSL após a filiação do Presidente Jair Bolsonaro, passaram a ser exclusivamente via viés ideológico, não existindo espaço pra alianças de caráter fisiológico. Enfatizamos, porém, que nossas divergências com o Dep Ney Amorim são no campo ideológico.

O PSL seguirá firme buscando a viabilidade do Governo Bolsonaro bem como sua expansão para os municípios acreanos.

– Assessoria de Comunicação do Partido Social Liberal – Acre

O Professor Lauro Fontes, que ocupa o cargo de 1° Tesoureiro em nota divulgada em seu Facebook pessoal, de forma incisiva ao comentar sobre a matéria. Confira:

‘‘Isso não é jornalismo, trata-se de uma fábrica de mentiras, uma produção amadora de FAKE NEWS. Este veículo de “comunicação” se coloca à serviço de um grupo político comunista e conspira contra a verdade. O PSL nas eleições de 2018 foi e será sempre muito claro e transparente. Nosso projeto político nunca esteve a serviço de quem quer que seja. Ousamos disputar contra um projeto comunista e um outro que não se definiu no campo ideológico.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here