Nesta quinta-feira (3), o juiz Jair Araújo Fagundes, da 3ª vara da Justiça Federal do Acre, determinou que o reajuste da tarifa de energia do Acre, proposta pela Energisa para os consumidores acreanos, fosse suspenso. A taxa é considerada abusiva pelos consumidores.

O pedido de suspensão da taxa de energia é de responsabilidade da Defensoria Pública da União e da Defensoria Pública Estadual, com o apoio do deputado Jenilson Leite (PCdoB) e dos movimentos sociais.

A ação civil pública com pedido de tutela de urgência foi protocolada no dia 18 de dezembro, cinco dias após o aumento da tarifa entrar em vigor no Estado do Acre. O pedido de liminar com tutela de urgência foi protocolado pelos defensores públicos União Celso Araújo e Larissa Rocha.

No pedido de suspensão do reajuste, além de citar critérios técnicos que a Energisa deveria levar em conta para elevar o preço da energia, os defensores alegaram que o aumento de 21,29% não condiz com a realidade financeira dos consumidores do estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here